MENU

Gastronomia Amazônica Paraense

Pará

MÁXIMO DE PARTICIPANTES: 20 O curso acontece com o mínimo de 10 participantes.

Só indo para o Pará para entender a dimensão da riqueza gastronômica do estado nortista brasileiro. Os ingredientes provenientes da Floresta Amazônica, incluindo os saborosos peixes de rio, açaí, cacau e outras frutas regionais, chicória, jambu, as mais variadas farinhas feitas a partir da mandioca criam sabores únicos.

A importância de Belém para a culinária deu a ela o título de Cidade Criativa da Gastronomia pela Unesco, levando chefs do mundo inteiro a se interessarem pelos insumos locais para o maior conhecimento da Amazônia – que compõe 1/3 do território nacional brasileiro e é considerada o pulmão do mundo.

Os indígenas e as comunidades ribeirinhas vivem em harmonia com a natureza que os cerca, e extraem dela os alimentos necessários para a sua sobrevivência, mas também cultivam por meio de tradições que até hoje são preservadas.

Chefs renomados como Alex Atala e Thiago Castanho, com restaurantes entre os 50 melhores da América Latina, são usuários dos ingredientes amazônicos paraenses, aprendendo com os locais as técnicas corretas de manusear os produtos, criando pratos que ganharam o mundo.

Por que ir ao Pará em uma viagem de Gastronomia?

O estado do Pará está inserido dentro do maior bioma brasileiro, a Amazônia. Por causa dos inúmeros e imensos rios, há uma grande variedade de peixes, base da alimentação amazonense. O extrativismo é uma prática local dos povos da floresta, como indígenas, ribeirinhos, quilombolas e outras populações dessa área, destacando-se produtos como o açaí e a castanha-do-brasil. A culinária paraense é provavelmente uma das mais autênticas do Brasil, de terroir que usa frutas, legumes, ervas e raízes da floresta, além de peixes e carnes da região. É inconcebível ser brasileiro, profissional ou amante da Gastronomia, e não conhecer os alimentos e modo de preparo dos primeiros povos do país, os indígenas.

A reinvenção da comida brasileira

Tão vasto é o Brasil, tão jovem como nação, que a sua culinária ainda não está acabada. Sempre é possível descobrir coisas novas: o talento culinário do brasileiro está exatamente nessa capacidade de se reinventar. Representantes de uma nova geração de chefs mostram como vêm reinventando, em várias cidades, a mesa brasileira, e por isso a importância de conhecer as origens do alimento brasileiro para poder evoluir na cozinha. Não há evolução sem o conhecimento da origem.

Chefs que mergulham na gastronomia de seu país

Massimo Bottura, Dan Barber, Gastón Acurio, Alex Atala. Celebridades da Gastronomia que foram e vão a fundo nos produtos típicos de seu país. O conhecimento pleno dos ingredientes usados não vem somente de livros de Gastronomia e Agronomia, mas também e, principalmente, do local aonde são plantados e produzidos para um manuseio mais correto. Essa viagem à Gastronomia Amazônica Paraense vai lhe apresentar a riqueza de ingredientes tipicamente brasileiros, e como usá-los de forma orgânica e natural.

Viagem guiada pelo chef Ofir Oliveira, a Bíblia da Gastronomia Amazônica

Ofir tornou-se mundialmente conhecido no ano de 1990 quando, em Paris, a revista Cosmopolitan nomeou sua cozinha como deliciosa e requintada. O sucesso continuou se expandindo e sua culinária o levou a vários outros países como Suíça, Estados Unidos e Itália. Nascido na Amazônia, o chef tem um conhecimento invejável sobre o bioma, os produtos típicos, as técnicas, a cultura indígena e suas aplicações na culinária contemporânea e é a pessoa que vai acompanhar o grupo do Aprenda Viajando nessa imersão in loco em Belém do Pará.

Peça mais informações clicando em SAIBA MAIS.

INCLUI

– transfer in e out aeroporto – hotel – aeroporto (aéreo do grupo)

– transporte terrestre e de barco por todo o programa

– 6 noites de acomodação com café da manhã

– workshop sobre gastronomia paraense

– 4 almoços em restaurantes renomados

– 2 jantares em restaurantes renomados, incluindo o Remanso do Bosque do chef Thiago Castanho

– aula hands on com chef do restaurante Casa do Saulo

– visitas técnicas mencionadas no programa

– visita guiada na Feira do Açaí e ao mercado Ver-O-Peso

– Ida à Ilha do Marajó com visita a fazenda de queijo de búfala do Marajó (transporte incluso)

– degustação de tapioca com apresentação de Carimbó

– tour guiado no Mangal das Garças

– visita guiada com degustação na Amazon Beer

– acompanhamento de chef renomado da Gastronomia Paraense durante os dias em Belém

– acompanhamento de guia especialista em Gastronomia em Santarém

– seguro viagem

NÃO INCLUI

– bebidas e refeições não mencionadas ou descritas como não inclusas

– transporte aéreo para Santarém